Quintal Gastronômico

Quintal Gastronômico: um quintal cheio de afeto e boa comida

Descobrir novos restaurantes sempre foi um dos meus programas preferidos e subir a serra para a região de Petrópolis, Itaipava e Araras também. Juntando essas duas coisas, no último mês fui conhecer os famosos restaurantes secretos de Itaipava, foi quando tive a felicidade de conhecer o Quintal Gastronômico.

Minha história com o Quintal e a querida Renata (uma das donas) começa quando comecei a ligar para esses restaurantes secretos para saber detalhes do menu e fazer a reserva para um dia de semana. Apesar do bom atendimento que tive pelo telefone, alguns restaurantes tinham algumas restrições: Não abriam no meio da semana, só teriam vaga para um grupo pequeno determinado dia, o menu era fechado e não poderíamos fazer alterações… nenhuma margem para negociação ou para atender uma cliente que só tinha durante a semana para fazer aquele programa. Achei meio impessoal para um restaurante casa, regras rígidas, pagamento antecipado, tudo meio frio e por whatsapp.

Bem, como não me apaixonei pelo menu oferecido e achei a relação custo x beneficio pouco interessante, resolvi ligar para o Quintal e certamente foi uma decisão acertada. O primeiro contato já foi uma grande surpresa, a primeira diferença é que a Renata vendo que eu tinha uma limitação de data durante a semana se propôs logo a me ligar.

Ligou, explicou o menu de sete etapas!, disse que poderia abrir uma exceção e nos atender em um dia da semana em que eles não abrem (eramos originalmente apenas 4 pessoas), detalhou os pratos do menu que faziam mais sucesso e nos deixou a vontade para escolher o menu que mais nos agradasse e nos deixou fazer o pagamento no dia… O resultado do primeiro contato foi uma ligação de uma hora de um papo leve, descontraído e cheio de boas histórias e eu virando fã desse lugar e da Renata, como se fossemos amigas de longa data.

Esse primeiro contato já deixa um pouco registrado como é a vibe do Quintal Gastrônomico: um lugar leve, pessoal, cheio de carinho, sem muitas restrições, aonde os clientes viram amigos, aonde os anfitriões fazem de tudo para agradar aos clientes e aonde a gente se sente em casa logo de cara.

 Quintal Gastronômico

Um pouco de história

Para entender esse lugar, só conhecendo a história desse casal que recebeu a gente tão bem. A história do Márcio e da Renata é movida a amor e por amor, e quando um lugar começa com todo esse sentimento envolvido,transborda e contagia a quem frequenta a casa.

O clima por ali é de amor, cumplicidade e parceria, e na minha opinião, isso explica porque a gente chega nessa casa e tem vontade de ficar muito tempo e se apaixona pela comida. Porque tudo ali é feito com sentimento, o que move esse lugar é fazer ao outro feliz e não somente a troca financeira. Essa premissa está dentro do que eu acredito: quando a gente faz o que ama, a gente é bem sucedido porque toca e encanta as pessoas.

Quintal Gastronômico

Márcio Carvalho, um carioca que decidiu morar em Itaipava em busca de uma vida mais tranquila, Renata Cavalcanti, uma paulistana frenética ligada a mil por hora produzindo lindos eventos e casamentos em Sampa. Renata, sócia da empresa Eventos e Idéias, que realiza grandes casamentos e eventos corporativos e dentre os muitos eventos importantes no seu currículo estão festival e jantares com renomados chefs internacionais e também ser uma das percursoras do Festival de gastronomia de Tiradentes 19 anos atrás,  o que deixa claro que a gastronomia já corria nas veias dessa paulistana fazia muito tempo…

Uma amiga decide apresentar essas duas almas de temperamentos tão diferentes em Itaipava, e quando eles se encontram o momento é tão mágico que eles não tem dúvidas e decidem ficar juntos e conviver com a distância. Depois de muita ponte aérea entre Itaipava e São Paulo, decidiram compartilhar a vida e morar na Serra. Nesse momento, ainda sem saber, começava a ser escrita a estória desse delicioso restaurante.

Imaginar alguém saindo de São Paulo, da agenda agitada e da produção de eventos para Itaipava aonde se pode escutar o barulho de uma folha caindo no chão! Não deve ser nada fácil. Fico pensando quanto de amor estava envolvido na decisão deles, porque requer uma dupla adaptação: Adaptação ao outro em uma época da vida aonde já temos manias e hábitos bem arraigados e a um tipo de vida muito diferente do que se estava acostumado… nessas horas não me canso de admirar o que o amor é capaz de fazer na vida das pessoas.

E ambos seguiam com essa adaptação na serra até que uma tarde, ao ter a visão da Renata vestida de paulista com tailleur, salto alto e escova no cabelo regando as plantas no Quintal, Márcio decide abrir mão da sua tranquilidade e montar alguma coisa para que a Renata se sentisse bem naquele lugar (como ele se sentia) e aonde ela pudesse usar toda a sua energia e criatividade em alguma coisa que lhe fizesse feliz.

Assim surgia o Quintal Gastronômico, um lugar para compartilhar bons momentos com as pessoas e fazer amigos. Eles juntos resolveram usar toda sua energia e amor para receber os clientes para longas refeições sem frescura, com um cardápio confiança afetivo, feito pelas mãos mágicas da Renata e assim aquela deliciosa casa aonde eles haviam decidido dividir a vida, ganharia movimento e bons momentos regados a vinho e boas risadas.

 

Nossa experiência no Quintal Gastronômico

Subimos a serra em uma quinta feira chuvosa, logo pela manhã Renata confirmou nosso horário de chegada. Quando ao telefone falo pra ela que só lamentava que o dia estava feio, ela me responde com sua energia contagiante: Imagina, aqui tá um dia lindo, um céu azul, subam que vai ser uma tarde ótima… ela tinha razão!

Ao chegar no endereço (no antigo endereço já que a quinze dias atrás eles mudaram de casa), nenhuma indicação ou placa do restaurante. O Quintal é uma casa de amigos e os amigos tem o endereço daqui, desse lugarzinho quase secreto. Não adianta procurar no Google, ele não sabe… só quem conhece é quem frequenta e quem tem o prazer de fazer a reserva para conhecer.

Renata e Márcio nos receberam na porta e nos conduziram para o quintal da casa (por isso o nome) e chegando lá começaram nossas surpresas, o lugar é uma graça! Belos objetos de decoração cheios de história convivem com peças modernas, luminárias penduradas de cabeça pra baixo, a bela mesa posta com guardanapo de tecidos e belos castiçais convivem com bules xícaras e plantas pendurados no teto, mas apesar de tantos itens diferentes, tudo é harmonioso e delicado. O lugar tem um pouquinho da história de cada um dos dois  em cada detalhe e isso fica muito visível quando a gente conhece eles melhor.

Quintal Gastronômico

Detalhes do Quintal Gastronômico

 

Quintal Gastronômico

Diferente de lugares estrelados, aonde você fica sem graça até quando deixa o talher cair no chão ou fica constrangida para dar uma risada mais alta, por aqui é tudo muito informal. Nada de impessoalidade ou excesso de etiqueta, aqui é um lugar para rir, conversar, tirar um gostoso cochilo na rede ou ver a chuva cair tranquilamente. Um lugar para comer uma deliciosa comida afetiva, sem pressa, tudo isso com a sensação de estar na casa de velhos amigos queridos.

Quintal Gastronômico

Os Anfitriões do Quintal

A comida é feita pela própria Renata, que apesar de servir uma comida “caseira”, põe a sua marca em cada prato com muito sabor e sofisticação. Bem como ela é:  linda e sofisticada porém querida. Dona de uma uma risada marcante e deliciosa e de um abraço de mãe que faz a gente se sentir acolhido.

Quintal Gastronômico

Enquanto Renata vai para cozinha preparar os pratos, Márcio conversa com a gente. Um papo agradável sobre vários assuntos diferentes aonde todos interagem. Depois de meia hora de papo, a mesa com seis pessoas conversa como velhos conhecidos.

Acho que essa informalidade e acolhimento que faz a gente gostar tanto desse lugar. E talvez por isso, e pela deliciosa comida, que os almoços esporádicos viraram cada dia mais frequentes, e a casa vem cada dia mais aumentando o seu funcionamento não só para os turistas que vem a serra, mas principalmente para os moradores da região que se transformaram em bons amigos.

 

Os pratos do nosso almoço

E depois de um tempo no agradável bate papo, chegou nossa deliciosa sopinha de boas vindas. Uma sopa quentinha de cenoura, servida em uma linda xícara de porcelana com cara de casa da avó. Aquela delicia, naquele dia frio trouxe aconchego e conforto pra gente e a certeza de que nosso almoço seria uma delicia.

Quintal Gastronômico

Em seguida, chegou nosso couvert. Uns mini croissants quentinhos e tão deliciosos que você não acredita que existe… acompanhados da manteiga de laranja que a Renata faz que é uma coisa de boa!!! Além disso tinha um pesto de pimentão assado delicioso, colhada seca caseira e uma caponata de berinjela… tudo perfeito. Eu teria ficado o resto do dia ali tomando vinho e comendo esse couvert, estava tão bom que saímos de lá com croissants e manteiga da Renata para comer em casa…

 

Quintal Gastronômico

 

Quintal Gastronômico

Em seguida chegaram umas trouxinhas de carpaccio de carne com boursin de cabra e molho pesto. Lindas, leves e delicadas, dava vontade de comer muitas delas. Aliás esse é um problema por aqui, tudo é tão bom que você tem vontade de repetir muitas vezes (Por aqui não há restrição sobre repetir os itens de forma comedida, claro!)

Quintal Gastronômico

Logo depois, uns inacreditáveis ovinhos de codorna assados na manteiga de ervas sobre um delicado biscoito de arroz com ovas… deliciosos! Depois de comer aquilo pensei: como alguém consegue fazer ovo de codorna ficar tão maravilhoso?! Aliás eu nem gosto de ovo de codorna… quero dizer, não gostava!

Quintal Gastronômico

Depois veio nossa saladinha, uma salada leve de lentilhas, camarões, tomatinho cereja com molho de azeite, tangerina e mostarda Anciete… uma explosão de sabor e delicadeza. Fresca e saborosa, também fez a felicidade do pessoal mais light da mesa.

Quintal Gastronômico

Em seguida, chegou a nossa cocotte com um fumegante bacalhau espiritual que foi um dos melhores que eu já comi na vida! Juro que nessa hora pensei: preciso almoçar aqui toda semana pra comer essas delicias!!!

Quintal Gastronômico

Bem, nessa hora me dei por vencida e disse que não comeria mais nada além da sobremesa, mas como boa gulosa que sou, não resisti e comi nosso prato principal.

Melhor dizendo, nossos pratos principais, porque para deixar a gente ainda mais feliz, a Renata fez dois pratos que eu havia dito serem nossos preferidos: o ossobuco de vitela assado com vinho, funghi com mousseline de baroa e o Medalhão de filet mignon com batatinha aos muros e legumes.

Quintal Gastronômico

Ambos incríveis, tudo por aqui foi de comer gemendo, aquele tipo de comida que enche a gente de felicidade e quando a gente lembra dela, tem vontade de comer tudo de novo (como está acontecendo comigo hoje).

Quintal Gastronômico

Bom e finalmente, vamos a um capítulo que eu amo, as sobremesas! E como era de se esperar, foram tão perfeitas como todo o percurso do nosso almoço.

Uma terrine de chocolate amargo com lâminas de amêndoas, creme inglês e calda de chocolate amargo que era pra comer rezando e agradecendo por essa maravilha. Eu te garanto que poucas vezes na sua vida você comeu uma sobremesa tão delicada e saborosa.

Quintal Gastronômico

A outra opção, igualmente deliciosa, foi um creme de maracujá servido na própria casca com calda de chocolate amargo que agradou até a mim que não ligo a minima para creme de maracujá. Leve e saboroso, uma excelente combinação de sabores.

Quintal Gastronômico

 

Resumo da tarde no Quintal Gastronômico

Nossa tarde nesse lugar tão querido foi ótima, uma delicia de almoço que começou no inicio da tarde e acabou já era noite. Esse Quintal cheio de boa comida e afeto, faz a gente querer ficar aqui por muitas horas e te asseguro que só não ficamos mais porque iriamos voltar para o Rio. Renata e Márcio fazem da sua casa um lugar de muito aconchego, uma casa aonde os os clientes viram amigos, que levam outros amigos e que voltam muitas vezes para  esse porto seguro de boa gastronomia e boas risadas.

Adoro Itaipava e frequento vários bons restaurantes da região, e pra mim o restaurante deles, certamente, está entre os meus preferidos. Não só pela boa comida, mas acima de tudo pelo clima do lugar..

Se você está indo para a Serra, não deixe de ligar e reservar para conhecer essa delicia de Quintal, senão estiver com ida agendada, o Quintal é um ótimo motivo para fazer esse passeio.

2 Comentários

  1. Patricia - 1 ano ago

    Amei a visita ,a casa nova está um show!good food,good drinks and wonderful people!

    • Paty - 1 ano ago

      Muito bacana aquele lugar né?! Ainda não fui na casa nova, vou em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *